04 dez 2015 DesignFreelancerPessoal

Trabalhar fora x Trabalhar em casa


Um tempo era necessário para que eu pudesse resolver grandes problemas da minha vida que aconteceram em 2015. Mas quem não tem problemas, não é mesmo? No meio da correria, acabei fechando grandes trabalhos e fazendo até uma entrevista em uma empresa enorme e tudo isso me fez ficar muito em dúvida sobre meu futuro profissional: continuar trabalhando em casa ou procurar um emprego numa empresa? Eu fiz um post explicando 10 lições que aprendi sendo freelancer que recomendo a leitura caso você não tenha lido ou precise lembrar. Essa dúvida de futuro profissional me fez fazer essa lista de prós e contras de ambos que quero compartilhar com vocês:

1. Horário fixo x Qualidade de Vida
Como já expliquei no post anterior, quando virei freelancer percebi que minha qualidade de vida mudou bastante. Eu posso sair a qualquer dia da semana, posso trabalhar em casa ou em uma cafeteria, posso trabalhar de manhã, de tarde ou de noite dependendo do meu humor, entre outras questões que percebi que tenho uma qualidade de vida bem melhor. Porém passar o mês tentando arrumar freelas e preocupada em como pagar as contas mexe com minha gastrite! Sem contar que se em uma empresa o horário é geralmente das 9h às 18h e depois partiu ir pra casa ver Netflix, trabalhando em casa tem muitos dias que trabalho desde a hora que acordo até a hora que vou dormir, tipo das 9h às 00h!! Ou seja, apesar de poder sair, passear e tirar alguns dias de folga, nos outros dias eu trabalho o dobro, o triplo do que trabalharia em uma empresa fora de casa. Será que vale à pena? Meu corpo anda super cansado e engordei pra caramba, não tenho horário fixo para nada e isso pode ser bom em algumas coisas, mas péssimo em outras.

2. Vida Social x Vida Solitária
Algo que percebi é que ao trabalhar como freelancer sozinha na minha casa, com toda a minha família trabalhando e eu muitas vezes tendo que fazer horários loucos até 00h, minha vida social despencou bastante. Mal tenho tempo para ficar com minha família, saio com meu namorado sempre cansada e com sono, vejo meus amigos uma vez por semana e olhe lá, acaba gerando um cansaço meio desnecessário. Quando você trabalha fora de casa também fica cansado, mas consegue sair depois do expediente, fazer um happy hour e com certeza  ter amizades na empresa.

3. Dinheiro fixo x Dinheiro pingado
Eu confesso que é uma das questões mais tensas de ser freelancer. Você nunca sabe o quanto vai ganhar no fim do mês! Eu possuo freelas fixos e mesmo assim é complicado, o cliente não paga, esquece, desiste, diminui a quantidade e paga um valor menor, é bem sofrido. É difícil fazer planos como casar, comprar um apartamento e até mesmo um celular novo (algo que comprei e me arrependi por conta dos freelas serem cada mês de uma forma). Trabalhar fora você sabe que independente dos problemas, todo mês você recebe seu dinheiro e pode planejar melhor.

4. Erros na empresa x Erros como freelancer
Finalmente um ponto positivo em ser freelancer! rs Quando eu errava em alguma empresa, mesmo que fosse algo pequeno, levava bronca, muita gente brava, reuniões de sermões, entre outras questões que me deixavam super mal porque poxa, todo mundo erra! As empresas de fora parece que querem robozinhos que não façam nada de errado. Quando erro como freelancer, posso contornar, posso conversar com o cliente e pedir desculpas ou posso dizer que fiz isso intencionalmente, para ele ver se minha ideia era viável…

5. Lidar funcionários x Lidar com clientes
Claro, algumas pessoas precisam lidar com os dois. Porém trabalhando em uma empresa você precisa aprender a lidar com funcionários, muitas vezes seu trabalho depende da outra parte do outro funcionário e se ele atrasar você atrasa também. Muitos erros podem ocorrer por conta dos outros, mas a empresa não quer saber, se a imagem não aparece a culpa é sua e não do menino que mandou a imagem errada. Lidar com cliente é uma arte, precisa de muito jogo de cintura, porém por ser mais virtual, caso vocês não queiram mais é só agradecer por tudo e dar tchau por e-mail e tudo fica bem!

6. Ter um chefe x Ser o chefe
Já tive diversos chefes, alguns terríveis, outros que nem parecia chefes e o último que ajudou muito e me ensinou não somente coisas do trabalho, como coisas da vida. Mas não dá para ficar brincando de roleta-russa para encontrar um chefe legal, a maioria dos chefes são horríveis mesmo e faz parte do cargo! Ser freelancer é você mandar na sua própria vida, se o job está atrasado o problema é seu, se você quer tirar o dia de folga também é um problema seu. Só que depois você precisa lidar com as consequências das suas decisões.

7. Respeito x Preconceito
Verdade seja dita, quem trabalha fora é visto com muito mais respeito por quem é freelancer. Muitas pessoas ainda não entendem como funciona, vocês podem ver como muitos falam mal até de blogueiros e youtubers que se dedicam à profissão. Sempre ficam perguntando: “Você é blogueiro, mas trabalha com o que?”. Sendo freelancer não é diferente, muitos parentes  e pessoas próximas me cobram achando que estou vivendo às custas dos meus pais, sem trabalhar.

8. Possível futuro x Futuro incerto
Uma das questões mais tensas em trabalhar em casa é ter o futuro incerto: os freelas fixos podem cancelar, será que mês que vem terei bastante freelas? Como serei daqui 10 anos, ganharei o mesmo? Quando você trabalha fora de casa sabe que as empresas sérias e de boas índoles dão grandes chances de crescimento, aumento de salário e de cargo. Você pode pensar melhor no seu futuro quando possui mais estabilidade financeira e profissional.

 

escrito com amor e carinho por

Comente via Facebook

Deixe seu comentário

10 Comentários

  • Su
    28 dez 2015

    Sempre quis muito trabalhar em casa! Meu sonho! A parte bem ruim é a financeira, né? Nunca se tem certeza do quanto vai ganhar e tal… Mesmo assim acho que compensa! 🙂

    • mahchiconi
      05 jan 2016

      A parte financeira pesa muito, principalmente se você tem contas pendentes como faturas de cartões e contas parceladas. Acho que para trabalhar em casa a pessoa precisa ser muito disciplinada e precisa muito amar falar diretamente com o cliente, o que definitivamente não é meu caso.

  • Clara Vasques
    17 dez 2015

    Quando eu falo para as pessoas que trabalho em casa, todos dizem que minha vida é ótima, que eu não devo trabalhar muito, que quase não fico cansada…. Me dá uma vontade de dar um tapa na cara da pessoa sabe? Eu trabalho em casa tanto para empresa, tanto como freela, então vivencio os dois lados e olha, nenhum é fácil hahahaha. Mas EU considero trabalhar como freela bem mais complicado, lidar com clientes muitas vezes é um saco, é muito difícil ter um horário certo ou uma folga e é um trabalho muito instável. Fora que, não sei se sou só eu, mas eu me cobro 10x mais! Mas trabalhar em casa, seja para os outros ou para si mesmo, para mim não é a melhor opção… As pessoas desmerecem muito e isso de ficar trancado em casa me deixa louca!! Inclusive, quero trocar meu trabalho por conta disso 🙁 hahahaha. É aquilo né? Tudo tem seu lado bom e seu lado ruim, tem que por na balança e ver o melhor para si!

    • mahchiconi
      18 dez 2015

      Antes eu achava que trabalhar em casa era um sonho, mas depois que vi todo o perrengue estou procurando um emprego fora de casa, que por mais chato que seja alivia mais a mente!

  • Kamila Cavalcante
    15 dez 2015

    Seu post é bastante interessante. Sempre achei que trabalhar desse jeito era o sonho de todos porque trabalhava em casa e fazia os próprios horários. Que pena que não é tão simples assim. Fora as pessoas acharem que você não está fazendo nada. Eu trabalho só aos sábados (dou aula) e meus pais estão indignados achando que eu não quero trabalhar. É complicado. Beijos,
    https://kamilacavalcante.wordpress.com/

    • mahchiconi
      15 dez 2015

      Nossa eu imagino, quando eu fazia curso só de sábado porque não tinha minha facul na semana foi super complicado, meus pais achavam que eu não queria nada da vida rs

  • Bárbara Almeida
    10 dez 2015

    Eu concordo que é complicado ser freela, mas eu acho animal. Acho demais trabalhar de onde quer. Ir pra praia, e trabalhar de lá. Empresa você perde o dia todo dentro de um ar condicionado, é um saco.

    Beijos, Love is Colorful

    • mahchiconi
      10 dez 2015

      Ser freela é muito bom, mas enquanto você não se estabiliza e possui bons clientes fixos é uma vida muito complicada! rs

  • Cris
    08 dez 2015

    Por muito tempo eu queria ser freela, hoje eu confesso que não tenho mais tanto essa vontade rs É complicado isso, porque cada lugar que você passa trabalhando muda um pouco sua visão de mundo, né? No meu primeiro emprego eu não lidava com clientes, mas não suportava os funcionários e por isso queria ser freela. No meu último emprego, que era uma agência que fazia parte de um grupo, eu adorava os funcionários, fiz bons amigos, mas odiava o grupo. Porém, essa experiência mudou minha ideia em relação a ser freela. É legal ter uma boa equipe, unida e amiga. Acho difícil achar outra assim, mas estou torcendo pra isso rs
    E sobre os horários flexíveis, quando eu pego freelas é assim também, fico workaholic e vou dormir tarde rs Acho que é normal da vida de freela, né?
    Beijos! =**

    • mahchiconi
      08 dez 2015

      É sempre assim! Quando você tem algo quer outra coisa e quando finalmente consegue percebe que aquilo que perdeu era melhor e fica dando voltas nisso!