08 jul 2016 DesignFreelancerPessoal

Trabalhar fora x Trabalhar em casa 2

Imagem: Tumblr

Imagem: PicJumbo

Há quase um mês atrás eu consegui uma vaga dos sonhos e sou Web Designer em uma Fundação Infanto-juvenil que é super legal e luta por boas causas. Porém decidi reabrir o debate sobre qual é o melhor estilo de trabalho depois de perceber algumas coisinhas. Para quem não sabe, ano passado fiz um post no blog quando eu era freelancer integral e trabalhava estilo home-office. Agora que voltei a ser CLT, posso dar um ponto de vista melhor para ambos os lados:

1. Muitos Benefícios x Se vira
Se você conseguir entrar em uma empresa de médio a grande porte com certeza irá receber benefícios junto com seu salário. Eu estou apaixonada pelos meus benefícios que vão de vale refeição, vale alimentação, vale transporte, assistência médica e diversas empresas que dão descontos para os colaboradores da empresa, como faculdades, escolas, auto escolas, escolas de inglês, academias e afins. Nessa parte sem dúvida ser CLT compensa muito mais do que ser freelancer, pois estava preocupada de não ter plano de saúde e gastava um bom dinheiro com alimentação e transporte, tudo do meu bolso, o que diminuía ainda mais o valor final que eu ganhava.

2. Morar no trabalho x Trabalhar longe
Acho que única coisa ruim que tenho para reclamar da empresa até agora é que ela é muito longe da minha casa. Eu entro 9h e preciso acordar às 6h para dar tempo de sair, pegar um busão loongo, do ponto do terminal até o ponto final e andar mais 20min a pé para chegar no trabalho. Na volta a mesma coisa e percebo que isso tem sido bastante cansativo, eu chego em casa e já quero dormir, de tão pesada que é a rotina de quase 4h de busão ida e volta. Sem contar que tenho labirintite e por isso fico dependente do Dramin para não passar mal no busão, então obviamente trabalhar em casa é muito melhor nesse sentido, você não fica dependendo de transporte público ou trânsito para chegar.

3. Salário bom x Dinheiro pingado
Saber que todo mês você irá receber a mesma quantia dá uma boa segurança, você consegue planejar uma vida, guardar dinheiro, investir e até mesmo comprar algumas coisas que você tanto queria. O CLT também é melhor nesse sentido, porque como freelancer sofri muito porque nunca sabia quanto iria ganhar naquele mês e consequentemente não conseguia planejar nada ou comprar algo que já poderia comprometer todo o meu orçamento. Mesmo que o pior aconteça e você seja demitido você ainda ganha um valor pela demissão e tenta um seguro desemprego enquanto procura um novo. Como freelancer você praticamente vive cada dia de uma vez, sem certeza de nada, muitos clientes somem sem nem dar uma satisfação e você precisa de muitos desdobramentos para fechar o orçamento sem dever nada.

4. Tempo para diversão x Viagem no espaço
Uma coisa muito louca que anda acontecendo é que parece aquele filme Interstelar, os dias passam muito rápido e eu não sinto. Eu chego na empresa e quando vejo já deu a hora do almoço, depois volto e já deu a hora de ir embora! Isso é muito louco, porque parece que o tempo passa muito mais rápido, mas ao mesmo tempo eu também fico com a sensação de que os dias estão passando e eu não tenho feito praticamente nada para melhorar, para me divertir ou algo assim. Parece que a gente vive no automático de segunda a sexta e sobre o final de semana para você fazer tudo aquilo o que queria, o que nem sempre dá tempo…

5. Reuniões de equipe x Reuniões com cliente
Algo que eu estou amaaando aqui é que existem duas meninas de produção que atendem todas as demandas e só depois elas me passam. Isso é maravilhoso porque eu praticamente não tenho mais contato com clientes, elas me passam o briefing e eu passo para elas tudo pronto, com o tempo você já conhece a pessoa e já sabe como pedir e enviar. O mesmo serve para reuniões, você vai lidando melhor porque já conhece a pessoa e já sabe aquilo que ela gosta e aquilo que ela não gosta, além de saber exatamente o que ela tem em mente. Com clientes é complicado porque sendo freelancer vocês pode ter alguns fixos, mas maioria são sempre clientes novos que você não faz ideia do que eles pensam e já tive diversos problemas por causa disso, não há tempo suficiente para você entender a mente do novo cliente e isso gera muita dor de cabeça.

6. Ter um chefe x Ser o chefe
Assim como já escrevi antes, existe seu lado bom e ruim. Mas hoje eu valorizo muito mais ter um chefe, porque ele faz todas as decisões e você simplesmente obedece. Se ele tomou uma decisão errada as consequências vão para ele e não para você. Quando você é seu próprio chefe, alé de ter que criar e atender o cliente, você também tem que tomar decisões toda hora e nem sempre são as melhores. Mas as consequências, nesse caso, são ruins por sua causa e isso gera uma auto-cobrança muito grande e um sentimento ruim quando você falha.

7. Colegas de trabalho x Clientes e Família
Essa comparação é necessária, infelizmente. Quando eu era freelancer tinha que lidar com clientes de todos os tipos e aqueles que são amigos são os piores, porque te mandam whats tarde da noite para pedirem alteração e acham que está tudo certo! As pessoas não respeitam muito que você não trabalha fora do seu horário comercial e sua família acha que não custa nada você parar seu trabalho para limpar a casa, ajudar em algo, ir no mercado fazer a compra do mês ou qualquer outro item. Tem que ter uma paciência enorme para lidar com isso. No trabalho CLT eu me sinto mais respeitada, família e amigos não me importunam enquanto estou trabalhando e colegas de trabalho são mais fáceis de lidar, além do que cada um fica na sua e ta tudo certo!

8. Lidar com problemas x Ser ajudado nos problemas
Em home-office você está sozinho. Não se iluda de que outros freelancers se ajudam, você está sozinho. Já tive sérios problemas com clientes e uns até falaram de querer processar caso eu não cumprisse com algo absurdo que eles pediam e por estar sozinha eu me sentia muito impotente de não ter ninguém que pudesse me ajudar a resolver questões mais sérias. No trabalho já tiveram alguns problemas, porém quem resolve isso sãos os chefes, você apenas lida com problemas menores e mesmo assim consegue pedir ajuda a diversos colegas para não ter que lidar com isso sozinho. Coletividade é muito importante!

escrito com amor e carinho por

Comente via Facebook

Deixe seu comentário

6 Comentários

  • Bruna
    05 set 2016

    Oi Mayara, adorei seu blog! Eu já rodei ele todo, mas confesso que achei ele por conta deste post. Eu sei como é difícil trabalhar em casa e as pessoas da casa acharem que você ‘só está passando um tempo no pc’ rsrsr e é mais difícil ainda ter um job fixo e ainda pegar freela… mas é vida né?! Mas confesso que trabalhar em casa tem muitas vantagens sim mas precisa ser muito regrado! Amei seu blog! Beijos!

    • Mayara Anjos
      14 set 2016

      Eu gostava muito de ser freelancer, mas os stress com os clientes e a falta de grana me desanimaram muito!

  • KARINE
    03 ago 2016

    olha, eu comecei esse ano a ~trabalhar em casa e pra mim tem sido muito difícil organizar os horários :/ ainda preciso aprender muito, parar de procrastinar e enfim, hahaha mas o fato de não ter que enfrentar o transporte público de sp todos os dias em horário de pico é maravilhoso, sério!

    • Mayara Anjos
      03 ago 2016

      Sim, não precisar de transporte público era um dos graaandes motivos de eu amar trabalhar em home-office, mas realmente precisa ter muita disciplina pra conseguir ser organizada em casa.

  • Katarina Holanda
    27 jul 2016

    Eu estranhei um pouco quando comecei a trabalhar em casa, principalmente por começar a estar sempre sozinha, antes era rodeada de pessoas. Mas adaptei completamente <3 Hoje mal me imagino fora de home office. :p

    • Mayara Anjos
      27 jul 2016

      Tudo tem seu lado bom e ruim, né? Acho que cada um precisa olhar pra si e ver qual prefere. Por enquanto estou numa fase de preferir trabalhar fora de casa e ganhar mais experiência!